DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL

O lobo-cinzento é um dos mamíferos com maior área de distribuição a nível mundial, adaptando-se a uma grande variedade de ecossistemas, das regiões geladas do Ártico aos desertos quentes da Arábia. Podem viver em regiões costeiras ou de alta montanha, em áreas mais ou menos florestadas ou paisagens mais agrícolas e humanizadas, como acontece em muitos países Europeus. Originalmente, ocorria em toda a América do Norte, Europa e praticamente toda a Ásia, incluindo o Japão e a Península Arábica. Porém, séculos de perseguição levaram a uma redução drástica da espécie, que se extinguiu em várias regiões e países. Nas últimas décadas, o efeito conjugado de fatores humanos e ecológicos (p.ex., proteção legal, abandono rural, recuperação do coberto florestal e das populações de ungulados silvestres), permitiu a recuperação e expansão natural das populações de lobo em grande parte da sua área de distribuição original.

Distribuição do lobo no mundo. Fonte: NatureServe & IUCN (2018)

Na Europa, verificou-se um aumento de 25% da área de distribuição do lobo, somente na última década, ocorrendo atualmente de forma regular ou ocasional em todos os países continentais. No entanto, apenas alguns países albergam populações com mais de 1.000 indivíduos (p.ex., Bulgária, Grécia, Itália, Polónia, Roménia, Espanha e Ucrânia); nos restantes países europeus existem poucos lobos. 

Distribuição do lobo na Europa, em 1950-1970 e em 2012. Fontes: Chapron et al. (2014), Kaczensky et al. (2012)

2012 Permanente 2012 Esporádica 1950 - 1970

Em 2022, estima-se que na área ocupada pelos 27 Estados-Membros da UE existam cerca de 19.000 lobos e que na Europa (excluindo a Bielorrússia e a Federação Russa) esse número possa ultrapassar os 21.500 lobos, revelando um aumento significativo ao longo dos últimos anos. A nível Europeu, estão identificadas nove populações da espécie, sendo uma delas a do “Noroeste Ibérico”, na Península Ibérica, que está isolada das populações da Europa ocidental. 

Distribuição na Peninsula Ibérica

Na Península Ibérica, até ao início do século XX o lobo ocorria em quase todo o território continental de Portugal e Espanha. No entanto, sofreu uma drástica redução em resultado da ação do Homem, quer de forma  direta (perseguição) quer indireta (alteração do habitat), ficando, a partir da década de 1970, restrito às principais serras do noroeste e centro da Península Ibérica. A única população remanescente no sul da península situada na Serra Morena (Espanha), aparenta estar extinta face à ausência de registos confirmados de presença de lobo nos últimos anos.

Atualmente, o lobo-ibérico encontra-se maioritariamente no quadrante noroeste e centro de Portugal e Espanha, com uma população estimada em cerca de 2.500 lobos, menos de 20% dos quais em Portugal. Em geral, a população aparenta estar estável, com uma lenta expansão para sul e para este, no território espanhol. O lobo-ibérico não ocorre para leste, até aos Pirinéus, apesar de alguns indivíduos estarem a recolonizar esta região montanhosa, a partir do sul de França. Apesar de ter uma distribuição contínua, foram identificados vários grupos geneticamente distintos, que têm uma reduzida taxa de dispersão e transferência genética entre si, quatro deles em Portugal (Alto Minho, Trás-os-Montes central, Trás-os-Montes oriental, Sul do rio Douro).

Fontes:
Boitani et al. (2018) Canis lupus. The IUCN Red List of Threatened Species 2018. e.T3746A119623865.
Chapron et al. (2014) Recovery of large carnivores in Europe’s modern human-dominated landscapes. Science 346, 1517-1519. Cimatti et al. (2021) Large carnivore expansion in Europe is associated with human population density and land cover changes. Diversity and Distributions 27, 602-617.
Kaczensky et al. (2012) Status, management and distribution of large carnivores – bear, lynx, wolf & wolverine – in Europe. Report to the EU Commission, Part 1 and Part 2.
LCIE (2022) Assessment of the conservation status of the Wolf (Canis lupus) in Europe. Bern Convention/Council of Europe. T-PVS/Inf(2022)45.
NatureServe & IUCN (International Union for Conservation of Nature) (2018) Canis lupus. The IUCN Red List of Threatened Species. Version 2022-2. https://www.iucnredlist.org. Acedido 15 dezembro 2022.
WordPress Cookie Notice by Real Cookie Banner